segunda-feira, 14 de julho de 2014

A Morte do Número 77

No início da manhã de 19 de agosto de 2005, o corpo de um jovem negro de aproximadamente 16 ou 17 anos de idade foi encontrado em Wolfe Street, no centro de Baltimore. O cadáver estava deitado em uma poça de sangue, e estava vestido com um par de shorts jeans feitos de algodão branco, estava com a camiseta do time de futebol Baltimore Ravens com o número 77 e o nome Ortiz.
Além disso, ele estava com um par de meias esportivas de algodão branco e uma pequena cruz de ouro em uma corrente ao redor do pescoço. O corpo não usava sapatos, e não tinha carteira ou outros bens de identificação. A polícia concluiu que o jovem tinha sido apenas mais uma vítima dos crimes freqüentes da cidade. Ninguém veio para reclamar ou identificar o corpo, e logo foi repassado para o escritório do legista para autópsia. O relatório do investigador concluiu que a causa de morte foi perda de sangue e trauma causado por três tiros na parte superior do tórax, um dos quais penetrou o coração e os outros dois no pulmão esquerdo.
Até aqui, tudo normal, certo? Aqui está a parte da declaração oficial que o legista deixou: houve, três ferimentos de entrada, mas não tinha ferimentos de saída, e após uma busca minuciosa do corpo não foram encontradas balas ou fragmentos, nem houve qualquer dano. O jovem havia sido morto por três tiros no peito, mas nunca havia qualquer bala no corpo. A vitíma nunca foi identificada.
O mais estranho, é que o time Baltimore Ravens nunca teve um jogador que usava o número 77, ou que se chamava Ortiz.


fonte: http://www.creepypasta.com/number-77s-death/

2 comentários:

  1. Sei lá, imagine uma aranha gigante perfurando o cara com umas patonas 0-0

    ResponderExcluir